Conheça 4 erros ao desenvolver um aplicativo

Desenvolver um aplicativo se torna cada vez mais fácil com o avanço tecnológico. Além de ser uma ótima ferramenta para uma empresa melhorar o relacionamento com os clientes, o app é vital para expandir as vendas. 

Por isso, é necessário muito cuidado na hora de criá-lo. Um bom planejamento pode evitar erros ao desenvolver um aplicativo e prejuízos para as organizações ao apostar nesse recurso.

Neste artigo, mostraremos os 4 principais equívocos ao fazer um app. Confira! 

  1. Ter falhas durante a concepção

Muitos problemas podem acontecer devido à falta de comunicação entre os desenvolvedores e o cliente. É fundamental que haja um alinhamento para evitar retrabalhos e perda de tempo. 

A ajuda de um Quality Assurance (QA), profissional responsável por validar as ideias e os cenários do aplicativo, é imprescindível para estabelecer os passos para o desenvolvimento do app seguir as melhores práticas do mercado. 

 

  1. Testar apenas depois de finalizá-lo

Para desenvolver um aplicativo são necessários meses ou até anos. Por isso, é recomendado realizar testes ao longo de sua construção, pois, em se tratando desses recursos, atualizações são necessárias para melhorar o desempenho da ferramenta. 

O visual do app também precisa ser testado, porque o layout precisa contribuir para o app ser responsivo, ou seja, de fácil visualização em todos os dispositivos (tablets, celulares etc.). 

Outro equívoco é contar apenas com uma equipe focada nas correções do app, após o lançamento. O ideal é ter profissionais que sejam capazes de implantar melhorias na ferramenta, de acordo com as necessidades do público-alvo. 

Fazer do layout do app uma cópia fiel do site na web também é um dos erros ao desenvolver um aplicativo. O app precisa se diferenciar do website e tornar o acesso mais dinâmico.

 

       3. Não adaptar o aplicativo

Focar no desenvolvimento do aplicativo para funcionar nos dispositivos mais modernos faz com que o público-alvo seja reduzido. Afinal, nem todos podem trocar de celular periodicamente. 

Para evitar esse problema, o ideal é desenvolver o app em uma plataforma que permita versões para aparelhos novos e outros com mais tempo no mercado. Isso propicia a ferramenta uma maior usabilidade em diferentes dispositivos.

 

       4. Não automatizar os testes

Em um aplicativo como o de entrega, o usuário possui inúmeras funcionalidades, como escolher um restaurante entre vários estabelecimentos e selecionar um prato avaliando as outras opções no cardápio. Isso exige que muitos testes sejam feitos para minimizar equívocos. 

Se essa atividade for realizada por humanos apenas, o app demoraria anos para ser concluído. Nesse caso, a melhor alternativa é automatizar os testes por meio de robôs para agilizar a identificação de falhas e a finalização do desenvolvimento do software. 

Seguindo as dicas e evitando os erros ao desenvolver um aplicativo, os profissionais de TI podem aperfeiçoar o trabalho e garantir que o app ganhe reconhecimento pelo bom trabalho realizado.

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard