História

Com a necessidade de automatizar os serviços, o Governo do Estado do Espírito Santo criou a Empresa Estatal de Processamento de Dados, em fevereiro de 1970. Na época, as principais atribuições eram o controle das contas do Banco do Estado, a folha de pagamento dos funcionários públicos estaduais, o acompanhamento da circulação de café, o cadastro de contribuintes e o controle de operações tributáveis.

A Lei Estadual 3.043/1975 mudou o nome da empresa para Prodest, que tinha como meta fortalecer a atuação da tecnologia na administração pública. Com foco no aperfeiçoamento, o órgão foi o primeiro no Estado a obter a certificação ISO 9001, em 2000.

Para consolidar o papel da instituição no setor público estadual capixaba, o órgão foi transformado em autarquia, em janeiro de 2005, pela Lei Complementar 315/05. Além disso, passou a se chamar Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo – Prodest.

As ações para melhorar os serviços prestados aos clientes foram intensificadas com a mudança. Uma prova disso foi a inauguração do primeiro Data Center do Estado, em outubro de 2010. Com alto nível de segurança, o ambiente é responsável por armazenar e disponibilizar dados relativos à educação, saúde, segurança pública, frotas de veículos, impostos e a outros segmentos governamentais.

Em fevereiro de 2013, o Prodest concluiu os trabalhos de implantação da Rede Metro.ES. Essa estrutura possui 55 km de extensão e atende a mais de 100 órgãos estaduais com fibra óptica, em Vitória. Com velocidades de 1 a 10 gigabits por segundo, a Rede contempla hospitais, escolas, delegacias e diversos tipos de repartições públicas.

A Metro.ES ainda permite o acesso mais rápido ao serviço de correio eletrônico e a sistemas governamentais hospedados no Data Center do Governo do Estado, tais como o Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos (Siarhes), o Sistema Eletrônico de Protocolo (SEP) e o Sistema Integrado de Gestão Administrativa (Siga).

Em abril de 2016, o Prodest começou a gerenciar o Programa de Governo Eletrônico do ES que prioriza modernizar a administração pública e torná-la mais acessível ao cidadão. Neste sentido, lançou o aplicativo ES na Palma da Mão, em outubro do mesmo ano. A ferramenta permite que a população acesse por dispositivos móveis diversos serviços governamentais.

Também fazem parte do programa a nova padronização dos sites e dos portais dos órgãos estaduais, o Acesso Cidadão (recurso de login e senha únicos para utilizar os sistemas governamentais), o Drive.ES (implantação de solução corporativa de compartilhamento e troca de arquivos) e o Boletim Eletrônico do Sistema Eletrônico de Protocolo (SEP), que permite o usuário a fazer o registro de forma eletrônica do envio e recebimento de documentos.

Com previsão de ser concluído em 2017, o Programa de Governo Eletrônico vai desenvolver diversas ações que ajudarão os capixabas a ter um acesso mais rápido, fácil e qualificado aos serviços públicos.

O desenvolvimento de sistemas e de sites, os trabalhos de consultoria aos clientes, os serviços de correio eletrônico, a emissão de certificados digitais também são ações que consolidam o papel do Prodest como responsável pela expansão do uso da tecnologia da informação e comunicação no setor público capixaba.

 

Tópicos:
Institucional
2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard