Governo do Estado do Espírito Santo

Cinco equívocos ao adotar a transformação digital  

Quando se fala de transformação digital, o Brasil ainda segue a passos de tartaruga. De acordo com um levantamento feito pela Exec, o Brasil fica atrás de países da América Latina, como México, Colômbia e Argentina. A diferença é que esses países vêm discutindo o tema há anos, enquanto a evolução digital se tornou uma prioridade no Brasil, a partir de 2016.

Das principais dificuldades enfrentadas pelas empresas estão a questão cultural, a falta de um plano de negócios devidamente estruturado e a ausência de uma estratégia definida.

Para impulsionar os processos de digitalização das companhias, é fundamental a contratação de talentos com perfil digital, mas para atraí-los é necessário ter um ambiente de trabalho voltado para a inovação.

Conheça os cinco principais equívocos na transformação digital que podem estar prejudicando diversas empresas.

1.Jogar as responsabilidades na área da Tecnologia da Informação (TI)

É fato que a área da TI é de suma importância e demanda muito trabalho nas mudanças provocadas pelo avanço tecnológico, mas delegar todo o processo a esse setor é um dos equívocos na transformação digital de uma empresa.

Novas tecnologias não são o único fator determinante dessa transformação. A mudança de mentalidade dos empregados diante de novos cenários é mais um elemento que deve ser levado em consideração.

Uma verdadeira transformação digital vai possibilitar uma companhia a criar serviços inovadores, mas também manter métodos sempre atualizados.

2. Achar que no mundo digital tudo é permitido

Quando se fala de análise de dados, vêm à tona aspectos relacionados à ética e à moral sobre o uso das informações dos clientes.

Escândalos de grandes redes sociais como Facebook mostram a importância da utilização correta dos dados, pré-requisito para evitar que essas informações sejam usadas como ferramentas de manipulação envolvendo pessoas.

Os dados devem ser tratados como bens que precisam sempre ser protegidos e usados com muita responsabilidade, pois qualquer descuido pode causar sérios danos às marcas e às pessoas.

 

3.Ignorar novas legislações com impacto global (parei aqui)

As siglas GDPR ou LGPD são familiares para você? Se não houver cuidado, a probabilidade de uma empresa infringir as leis é grande. O desrespeito à legislação é mais um dos equívocos na transformação digital, que podem ser cometidos por uma empresa.

A General Data Protection Regulation (GDPR) é uma legislação adotada pela União Europeia que regulamenta a maneira como as organizações de todo o mundo obtêm e protegem os dados dos residentes no continente europeu.

Já a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) está prevista para entrar em vigor em 2020, no Brasil. Ela tem como objetivo aumentar a privacidade de dados pessoais e o poder das entidades reguladoras para fiscalizar organizações, além de coibir vazamento de dados.

É preciso estar atento, pois quem não se adaptar à nova legislação pode ser obrigado a pagar multas pesadas que podem desestabilizar uma companhia em termos financeiros.

 

4.Acreditar que a tecnologia é a única que traz inovação

A tecnologia contribui para uma organização se tornar mais competitiva e ágil, mas um dos equívocos na transformação digital é considerar que o uso de novas tecnologias gera bons resultados por si só.

É essencial que os funcionários estejam engajados para as mudanças surtirem efeito e contribuírem para aumentar a eficiência e melhorar a prestação de serviços.

5. Medo de errar

 Esse é sem dúvida um dos maiores equívocos na transformação digital. O medo de errar faz com que muitas empresas não iniciem a transformação digital.

 O receio de desperdiçar recursos em algo que pode não dar certo leva muitas organizações a frear investimentos em novas tecnologias.

 A transformação digital está cada vez mais presente na vida dos cidadãos e das companhias. Ignorar essa tendência é um erro grave no cenário atual, que pode gerar prejuízos financeiros e de imagem.

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard