11/06/2018 14h25 - Atualizado em 11/06/2018 14h45

IV Semana Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação termina com debates sobre inovação

A Semana Estadual de Tecnologia da Informação apresentou, na última sexta-feira (08), debates sobre a necessidade de o setor público priorizar a inovação para prestar serviços à sociedade cada vez melhores.  

O último dia do evento começou com a palestra “Design Thinking e Inovação no Setor Público”. O palestrante foi Lincon Eiji Shigaki, responsável pela Rede de Relacionamentos da Wegov (instituição que atua com treinamentos voltados para a evolução do setor público).

Lincon disse que o Estado não pode deixar de investir em inovação. “Para promover mudanças positivas na sociedade, o poder público deve priorizar a educação e a aplicação de recursos financeiros em pesquisas desenvolvidas pelas universidades”, afirmou.

O palestrante também destacou a necessidade de o Estado fazer parcerias com diversos segmentos da sociedade para inovar. “Um bom exemplo de como a administração pública pode interagir com a iniciativa privada é o Pitch Gov SP, evento que busca soluções para sociedade por meio da parceria entre o governo e startups”, acrescentou.  

Em seguida, a subsecretária de Estado de Inovação na Gestão, Marília Câmara de Assis, ministrou a palestra “O LAB.ges e a Estratégia de Inovação na Gestão do Governo do ES”. A palestrante apontou iniciativas realizadas pelo LAB.ges, como foco em dois pilares:

- soluções inovadoras (plataforma de talentos, escritório de processos, avaliação de políticas públicas, entre outras);

- cultura da inovação (Inoves 2.0, treinamentos com práticas de design thinking e gamificação, além do Cine Debate Gov).

“É necessária a colaboração de todos os segmentos do Estado para o laboratório de inovação alcançar bons resultados. Buscamos sempre aproveitar boas práticas para promover o aperfeiçoamento da administração pública finalizou.

Avanço tecnológico

Com foco em mostrar como o avanço da tecnologia está inserido no cotidiano das empresas e das pessoas, o especialista em Engenharia Elétrica com ênfase em Sistemas Inteligentes Aplicados à Automação pelo Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), Felipe Barelli, deu a palestra com o tema “As Aplicações e os Impactos da Visão Computacional em Nosso Cotidiano”.

Ele destacou como a visão computacional pode ser usada na contagem de objetivos, na verificação de erros em peças na indústria e na restauração de imagens. E também apontou o uso desse recurso na criação de supermercados inteligentes, que, por meio de câmeras e softwares, fazem a leitura dos valores dos itens adquiridos pelos clientes.

“Outra vantagem da visão computacional é permitir a análise do tráfego de veículos em tempo real. Isso possibilita otimizar o funcionamento dos semáforos e melhorar o fluxo de veículos. Sem dúvida, esse recurso é muito importante para a tomada de decisão, porque fornece informações com precisão e agilidade”, enfatizou.

Na última palestra do evento, o empreendedor digital Fabrício Matos ministrou a palestra “Bitcoin e Blockchain: A Descentralização da Confiança”. Ele afirmou que o uso do blockchain (mecanismo que permite mais segurança nas transações e na troca de informações pela internet) tem um papel fundamental no desenvolvimento das moedas digitais.

“Na minha avaliação, o setor público tem muito a ganhar com o uso de blockchain, porque ele facilita o fluxo dos dados com segurança. O potencial desse recurso é enorme, mas ainda é pouco explorado”, afirmou.

Avaliação

Com palestras sobre temas relevantes no setor de TI, a Semana foi realizada, pelo quarto ano consecutivo, na sede do Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest), em Vitória.

Foram debatidos diversos assuntos, como processo eletrônico, o aplicativo ES na Palma da Mão, design thinking, a transformação digital no Poder Executivo Estadual, entre outros.

“Na minha avaliação, a participação do público no evento foi bastante positiva. Isso foi possível porque as palestras foram de alto nível e apresentaram um conteúdo interessante para o público-alvo”, ressaltou o presidente do Prodest, Paulo Henrique Rabelo Coutinho.

 

 

Informações à Imprensa:

Eric Lopes Menequini / Prodest

(27) 3636-7173

comunicacao@prodest.es.gov.br

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard